terça-feira, 5 de junho de 2018

GEORGE CABRAL FAZ PALESTRA SOBRE A REVOLUÇÃO DE 1817 NO INSTITUTO HISTÓRICO, GEOGRÁFICO E CULTURAL DE GARANHUNS

George Felix Cabral coordenou os trabalhos do Bicentenário
da Revolução Pernambucana de 1817, que têm ocorrido
em todo o Estado desde o dia 06 de março de 2017.



Nesta sexta-feira, dia 08 de junho, a partir das 18h, o Instituto Histórico, Geográfico e Cultural de Garanhuns (IHGCG) recebe o doutor em História, professor da UFPE e presidente do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano (IAHGP), George Félix Cabral de Souza, para a realização da palestra "Por que relembrar a Revolução de 1817?". O evento, que é aberto ao público e tem entrada gratuita, ocorrerá no casarão-sede do IHGCG, à Praça Dom Moura, nº. 44, Centro (ao lado do antigo Fórum).


O palestrante é doutor em História pela Universidade de Salamanca, na Espanha, com estágio pós-doutoral na École des Hautes Études en Sciences Sociales, na França, e realiza, em sua atividade como professor do Programa de Pós-Graduação em História da UFPE,  pesquisas na área de História Colonial, com ênfase nos seguintes temas: poderes locais, culturas políticas, elites e comércio na América colonial. Além disso, como presidente do IAHGP, coordenou os trabalhos do Bicentenário da Revolução Pernambucana de 1817, que têm ocorrido em todo o Estado desde o dia 06 de março de 2017.

A palestra desta sexta será o último evento da programação especial do Instituto Garanhuns em homenagem ao Bicentenário, inaugurada com a conferência “1817: O Espaço da Revolução”, pelo professor e ex-presidente do IAHGP, José Luiz Mota Menezes, em maio de 2017. As atividades prosseguiram com o descerramento, em agosto de 2017, do painel de azulejos dedicado “À Memória dos Heróis da Revolução", oferecido ao Instituto Garanhuns pelo IAHGP, com o apoio da Grande Loja Maçônica de Pernambuco; e com a palestra "A Revolução de 1817 em Garanhuns", proferida pelo escritor e sócio-fundador do IHGCG, Ígor Cardoso, na Sessão Magna da Câmara de Vereadores em homenagem ao último Dia de Garanhuns (10 de março de 2018).








sábado, 10 de março de 2018

PARABÉNS GARANHUNS! 207 ANOS DA CRIAÇÃO DO MUNICÍPIO



                    Há 207 anos pelo clamor do povo de Garanhuns, o governador Caetano Pinto de Miranda solicitou ao Príncipe Regente do Brasil, Dom João, a autonomia política de nossa terra, fato esse que se concretizou em 10 de março de 1811 com a assinatura da Carta Régia que dotou Garanhuns de uma Câmara Municipal, composta de juízes e vereadores, e de um reduzido corpo de funcionários, com o poder-dever de cuidar dos assuntos de interesse meramente local e de oficiar, quando necessário, à Coroa. ESTAVA CRIADO O MUNICÍPIO DE GARANHUNS.





terça-feira, 6 de março de 2018

SÍMBOLOS OFICIAIS DE GARANHUNS COMPLETAM 60 ANOS



Criado em 10 de março de 1811 o município de Garanhuns só foi instituir seus símbolos oficiais 147 anos depois, em 06 de março de 1958 através da Lei Municipal Nº 457 sancionada pelo então prefeito Cel. Francisco Figueira depois de projeto aprovado na Câmara de Vereadores do município, dessa forma nesta terça-feira, 06 de março de 2018, completa 60 anos desse ato institucional e de grande valor histórico.

Nessa lei o gestor municipal oficializou a bandeira, o brasão de armas e a flâmula, criados pelo monge beneditino Dom Paulo Ernst Lachenmayer - OSB, um mestre nas artes que baseado nas normas da heráldica concebeu os símbolos garanhuenses, depois de solicitação do também monge Dom Gerardo - OSB, no ano de 1957 e doados a Prefeitura de Garanhuns como presente do Arquiabade do Mosteiro de São Bento da Bahia.

Dom Paulo Ernst Lachenmayer - OSB
Nascido na Alemanha em 1903, o criador dos símbolos
de Garanhuns viveu no Mosteiro de São Bento da Bahia
e faleceu em Salvador, em 07 de abril de 1990

Muito habilidoso e articulado politicamente dom Gerardo fez a ponte entre o Mosteiro de Garanhuns e o de Salvador, e em sintonia com o prefeito Francisco Figueira, fez a encomenda dos nossos símbolos baseados nas características marcantes da Suiça Pernambucana, como se segue:

O branco simboliza a paz

O vermelho a autenticidade e fortaleza dos filhos da terra;

Os três anuns indicam que Garanhuns conhece e busca ideias elevadas;

As três esferas de cores azul e branco representam as fontes de águas minerais: Vila Maria, Paulo Amarelo e Serra Branca.


Bandeira de Garanhuns (1957)
Desenho original ofertado a Prefeitura de Garanhuns
(Faz parte do acervo da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura)


Flâmula de Garanhuns (1957)
Desenho original ofertado a Prefeitura de Garanhuns
(Faz parte do acervo da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura)



Brasão de Armas de Garanhuns
Após sua instituição passou a ser utilizado em todos os
documentos oficiais do município



Termo de doação dos símbolos municipais a
Prefeitura de Garanhuns escrito a punho
por Dom Paulo no início de 1958



Lei Nº 457 de 06 de março de 1958
Até então era utilizado os símbolos do Estado de Pernambuco
nas documentações do município


Mosteiro de São Bento da Bahia
Nesse local foi criado os símbolos do Município de Garanhuns



INSTITUTO HISTÓRICO, GEOGRÁFICO E CULTURAL DE GARANHUNS

Por MAXWELL BENTO

Colaboraram para o artigo:

Pesquisador Paulo Sérgio Ferreira
Dom Basílio Magno - OSB
Professor Cláudio Gonçalves
Neile Barros - Secretária Municipal de Turismo e Cultura







INSTITUTO HISTÓRICO VIVENCIA SEMANA DE HOMENAGENS AOS 207 ANOS DA CRIAÇÃO DE GARANHUNS


quarta-feira, 17 de maio de 2017

ESCRITORES E PALESTRAS: INSTITUTO HISTÓRICO DE GARANHUNS PARTICIPA DA BIENAL DO LIVRO



        O IHGCG participa da III Bienal Internacional do Livro, em seu estande escritores de renome como Claúdio Gonçalves, Junior Almeida, Carlos Guedes, Ivonete Xavier, Igor Cardoso, Mariana Gueiros, Edimilson Viera, entre outros irão expor e vender seus livros, o instituto também oferecerá um ciclo de palestras proferidas por seus membros com destaque para a participação do professor da UFPE Mota Menezes. 


CICLO DE PALESTRAS:


SEXTA, DIA 19 – 16:00h - SALA RONILDO MAIA - Bienal
Palestrante: Escritor IGOR CARDOSO
“Anatomia de um imortal: Mário Márcio Santos”

SEXTA, DIA 19 – 19:00h – SEDE DO IHGCG – Casarão Amarelo
Palestrante: Professor MOTA MENEZES
“Os 200 anos da Revolução Pernambucana de 1817”

SÁBADO, DIA 20 – 16:00h – SALA IHGCG – Bienal
Palestrante: Escritora IVONETE XAVIER
“O Instituto Histórico, Cultural e Geográfico de Garanhuns: Conhecer é preciso”

SÁBADO, DIA 20 – 19:00h – SALA IHGCG – Bienal
Palestrante: Designer EDMILSON VIEIRA
“Garanhuns, Detalhes e Cidadania”

DOMINGO, DIA 21 – 16:00h – SALA EDILENE SOARES – Bienal
Palestrante: Professor CARLOS GUEDES
“História de Garanhuns, da Colônia à República”


      Uma boa pedida para quem visitar o estande do Instituto Histórico é adquirir a obra de Alfredo Leite Cavalcante, “História de Garanhuns”, livro raro, que foi retirado do acervo da instituição e vai ser disponibilizado para venda.