terça-feira, 29 de julho de 2014

Veja um trecho da última aula-espetáculo de Ariano Suassuna

Última aula espetáculo do escritor e dramaturgo Ariano Suassuna, no Teatro Luiz Souto Dourado, durante o 24° Festival de Inverno de Garanhuns, dia 18 de julho de 2014.

Imagens: Urso Filmes


segunda-feira, 28 de julho de 2014

Histórias do Cangaço - Conheça a Casa onde nasceu Maria Bonita

A casa onde nasceu Maria Gomes de Oliveira, a cangaceira MARIA BONITA, a rainha do cangaço, está situada no Povoado Malhada da Caiçara, zona rural do município, há 38 km do centro de Paulo Afonso/BA, guardando a mesma linha arquitetônica (casa de reboco). Lá funciona o "MUSEU CASA DE MARIA BONITA", aberto à visitação pública.


quarta-feira, 23 de julho de 2014

SAUDADES DE DOMINGUINHOS – O Mestre nos deixou há exatamente um ano

Por Laura Macedo /GGN


Nossa como o tempo voa! Parece que foi ontem que o nosso querido Dominguinhos bateu asas, ou melhor, a sanfona (como sugere a charge do Izânio) nos deixando fisicamente, porque sua música há de permanecer por infinitos anos na memória afetiva dos que curtem sua arte. Saudades de Dominguinhos...

O  último show realizado por Dominguinhos aconteceu na cidade de Exu durante as comemorações pelo centenário de Luiz Gonzaga, seu mestre maior e principal incentivador da sua carreira.

Acompanhe no vídeo abaixo a entrevista com Dominguinhos no Festival de Inverno de Garanhuns de 2012. 


terça-feira, 22 de julho de 2014

VIVENCIANDO DOM EXPEDITO LOPES NO CENTENÁRIO DE SEU NASCIMENTO

Por Ígor Cardoso. 


Neste mês de julho tão especial, em que Garanhuns festeja tanto o centenário do nascimento de Dom Expedito Lopes, quinto bispo diocesano, quanto o 24º Festival de Inverno, o Instituto Garanhuns não poderia deixar de prestar sua homenagem à memória do inesquecível prelado, personagem de um dos episódios históricos mais importantes da Terra de Simoa Gomes.

Dom Expedito nasceu na zona rural do município de Sobral, no Ceará, mas foram as funestas circunstâncias de seu falecimento – assassinado por um padre em pleno palácio episcopal de Garanhuns, no dia 1º de julho de 1957 – que o imortalizaram, inclusive dando ensejo à instauração do processo de beatificação que atualmente tramita em seu benefício na Sé Católica.

Na atividade desta sexta-feira, 25, às 19h, o IHGG revisitará os aspectos mais marcantes dessa tragédia de repercussão internacional, um dos três únicos casos do tipo em toda a história da Igreja. A exposição estará a cargo do pesquisador Ígor Cardoso, que ilustrará a apresentação com imagens. Ao final, será exibido um documentário produzido sobre a tragédia.

ÍGOR CARDOSO é natural de Garanhuns-PE, bacharel em Direito pela UFPE e servidor público. É pesquisador do Centro de Estudos de História Municipal (CEHM) do Governo de Pernambuco, e sócio fundador do Instituto Histórico e Geográfico de Garanhuns (IHGG), com atuação voltada para o estudo e a preservação da memória de sua terra-natal.


O  Instituto Histórico e Geográfico de Garanhuns fica na Praça Dom Moura Nº 44, no centro da  cidade.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

24º FIG - Com programação diversificada Instituto Garanhuns é palco Multicultural

Workshop, lançamentos de livros e CD, palestra, exibição de documentário, apresentação musical e exposição fazem parte da programação de atividades culturais que acontece no Instituto Histórico e Geográfico de Garanhuns durante a 24ª edição do  Festival de Inverno. 


quarta-feira, 16 de julho de 2014

FIG - Exposição exibe imagens inéditas do Cangaço

O Instituto Garanhuns  juntamente com o Professor Vilela, traz  a exposição “Iconografia do Cangaço” com fotos inéditas e colorizadas. A exposição estará aberta ao público durante todo o Festival de Inverno no  Instituto Histórico e Geográfico de Garanhuns, localizado na Praça Dom Moura 44, centro da cidade. 

O cangaço é considerado por muitos historiadores, como uma das páginas mais importantes da história do Nordeste brasileiro. Muitas são as visões sobre esse fenômeno. Uns defendem o cangaço e seus protagonistas, cangaceiros como Lampião e Corisco, como fruto dos movimentos sociais do Nordeste na busca por independência. 

O visitante além de conhecer um pouco da História do Cangaço, poderá também adquirir os livros: “O Incrível Mundo do Cangaço I e 2”  e “A Outra Face do Cangaço”  escrito pelo Professor Vilela.

CURIOSIDADES 

Reza a lenda que Lampião ganhou esse apelido ao inventar uma técnica que fazia o rifle comum disparar mais rápido, parecendo uma pistola automática – o clarão que saía da boca da arma lembrava a luz de um lampião. 

Em 1926, num ato de gozação, Lampião enviou um telegrama ao Governador de Pernambuco dizendo que seria governador de uma determinada área do Estado. Por isso, o apelido “Governador dos Sertões. 

terça-feira, 15 de julho de 2014

Instituto Garanhuns promove lançamento do livro “101 Maravilhas de Pernambuco”

Publicação mostra Pernambuco de canto a canto, com todos os seus encantos

Continuando com a programação Cultural  durante o 24º FIG. O Instituto Histórico e Geográfico de Garanhuns, lança o livro “101 Maravilhas de Pernambuco” da escritora Garanhuense Mariana Gueiros e publicado pela editora Universitária da UFRPE. O lançamento acontece no dia 23/07 às 19h, na sede do Instituto na Praça Dom Moura 44, centro de Garanhuns. 
O livro é o resultado de 3 anos de pesquisas e visitações à todas as mesorregiões do Estado. É uma publicação extremamente abrangente, contemplando 49 municípios pernambucanos. Nele há as principais praias, cachoeiras, reservas ecológicas, ilhas, parques municipais, estaduais e nacionais, serras, eventos  (carnavalescos, musicais, gastronômicos), aldeias indígenas, comunidades quilombolas, centros históricos, engenhos, fortes, museus, templos religiosos, dentre outros. 
Mariana Gueiros é Geógrafa (UPE). Bacharelanda em Ciências Biológicas (UFRPE), Membro do Instituto Histórico e Geográfico de Garanhuns. Ama viajar, já esteve em quase todos os estados do Brasil e em outros países. Já atuou como Professora da rede pública e particular no Município de Garanhuns, foi membro do Conselho de Defesa do Meio Ambiente de Garanhuns e da ONG Ambiental Eco Nordest.
Ascom IHGG.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Documentário sobre Nelson Barbalho será exibido no Festival de Inverno de Garanhuns

Vídeo traz entrevistas com artistas e intelectuais sobre a vida do escritor.

video


O Instituto Histórico de Caruaru, através do seu presidente Walmiré Dimeron, em parceria com o Instituto Garanhuns, exibirá o documentário “Nelson Barbalho: o imortal do país de Caruaru”. O vídeo faz uma homenagem ao escritor, historiador, jornalista, crítico de cinema e roteirista caruaruense Nelson Barbalho que faleceu em 1993.
A idealizadora do documentário Valéria Barbalho, filha de Nelson, prestigiará o evento que acontece durante o 24º FIG , no sábado dia 19 às 18h, na sede do IHGG que fica na Praça Dom Moura 44 no Centro da cidade.
O documentário traz entrevistas com artistas e intelectuais como o cantor Dominguinhos e o ex-presidente da Associação Brasileira de Letras (ABL), Marcos Vinícius Vilaça. O vídeo conta ainda com os depoimentos do jornalista Souza Pepeu, do ex-prefeito de Caruaru, Anastácio Rodrigues e do historiador Walmiré Dimeron.
Além de pesquisador e escritor, Nelson Barbalho também se destacava como compositor.  Nelson foi procurado por Onildo Almeida, parceiro de Luiz Gonzaga, para pôr letra em Capital do Agreste, música em homenagem ao centenário de Caruaru. Ele chegou a assinar 144 composições. 

Uma das suas músicas mais famosas e também a sua preferida foi a toada "A Morte do Vaqueiro", homenagem a Raimundo Jacó, que daria origem à tradicional Missa do Vaqueiro, em Serrita. 

“Nelson Barbalho: o imortal do país de Caruaru”

FICHA TÉCNICA

Direção e Roteiro: Wilson Freire
Produção Executiva: Valéria Barbalho e Tathianne Quesado
Produção e Fotografia: Hamilton Costa Filho
Som Direto: Andrenalina
Montagem: Thiago Lira
Correção de Cor: Pedro Bandeira
Trilha Sonora: Nelson Barbalho, Luiz Gonzaga, Joaquim Augusto, Dominguinhos, Gennaro, Banda Lulina, Beto Ortis, Quinteto Violado.
Produtora: Candiero Produções


domingo, 13 de julho de 2014

Vídeo mostra imagens do 1º Festival de Inverno de Garanhuns ( Apresentação do Mímico Duda de Olinda)

video

O vídeo acima mostra o mímico Duda de Olinda em performances de rua durante o 1º Festival de Inverno de Garanhuns (1991). Na época o artista também se apresentou no Teatro Luis Souto Dourado, com a performance " O CAÇADOR DE BORBOLETAS " - Homenageando o grandioso mímico Frances Marcel Marceau. Duda de Olinda participou de 5 edições do Festival de Inverno, a última em 1998.

Natural de Olinda - PE, Antônio Carlos de Oliveira , o Mímico Duda de Olinda, iniciou no teatro em 1987 e depois passou a apresentar-se como mímico, com pantomimas. O artista já se apresentou na Europa em parques da Suécia, Bélgica e Alemanha.

Há 3 anos Duda reside em Maceió – AL. E continua  trabalhando na cidade do Rio de Janeiro, mostrando sua arte em eventos particulares com performances interativas e realizado oficinas de teatro para adultos e crianças com temática voltada para o meio ambiente. O mímico também continua  se apresentando em algumas cidades do Brasil  e da Europa. 

Ascom IHGG.

sábado, 12 de julho de 2014

24º FIG - Instituto Garanhuns realiza Workshop sobre preservação do Patrimônio Histórico

Hotel Central e Prefeitura de Garanhuns

Em parceria com a Fundarpe e a Secretaria de Cultura de Garanhuns, o Instituto Histórico e Geográfico de Garanhuns (IHGG), dentro da programação oficial do 24º Festival de Inverno, realizará no  dia 24, às 15h,  o Workshop ( Importância da Preservação do Patrimônio Histórico Local), que será ministrado pelo  professor Paulo Henrique Dias dos Santos. O IHGG fica na Praça Dom Moura 44, no centro da Cidade.

As inscrições podem ser feitas no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti. Os interessados devem levar o documento de identidade para preenchimento da ficha de inscrição.

Paulo Henrique é Acadêmico de Direito, cursando o 5º período na Faculdade de Direito de Garanhuns. É membro do CEHM - Centro de Estudos de História Municipal Condepe/Fidem, do Instituto Histórico e Geográfico de Garanhuns e do - Instituto Histórico e Geográfico de Lajedo. Autor do Livro: “Lajedo - Uma História de Lutas, Conquistas e Glórias”. Assina a Coluna "Descrevendo o Presente" em O Jornal Lajedo, onde aborda temas relacionados à história e de interesse atual para o município. Foi  contemplado com o Prêmio Agente Jovem de Cultura  - 2012 concedido pelo Ministério da Cultura.

Ascom IHGG.

sexta-feira, 11 de julho de 2014

RONALDO CESAR LANÇA ¨FESTA NORDESTINA¨ NO FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS

O evento faz parte da programação do Instituto Histórico para o FIG 2014

Com o apoio do Instituto Histórico e Geográfico de Garanhuns, acontecerá no  sábado dia 19 de julho às 19h, o lançamento do 3º CD de Ronaldo Cesar ¨Festa Nordestina¨. O evento será na sede do Instituto que  fica na Praça Dom Moura  44,  no centro da cidade.  
Ronaldo Cesar é considerado uma grande revelação do autêntico forró. Resgatando músicas do São João Nordestino, de Luiz Gonzaga, Trio Nordestino, Jackson do Pandeiro, somados ao repertório sempre atual de Petrúcio Amorim, Maciel Melo, Jorge de Altinho, Accioly Neto, entre outros grandes compositores representantes do forró de raiz.
O primeiro DVD e CD ao vivo foram gravados no Festival de Inverno de Garanhuns, Agora, Ronaldo Cesar está lançando seu terceiro trabalho, FESTA NORDESTINA, com o xote romântico “Olha pra mim”, que está tocando nas rádios, e o clássico do carnaval, “Voltei Recife”, gravado em ritmo de forró.
Dentre os eventos que já participou, destaques para o Galo da Madrugada no Recife, Festival de Inverno de Garanhuns, Festa da Lavoura em Calçado, ForroBom em Bom Conselho, Festa Junina de São João, Feira de Livro dos Sertões em Arcoverde. Ronaldo Cesar teve especial participação nos shows VIVA GONZAGÃO e VIVA DOMINGUINHOS, da Sociedade dos Forrozeiros Pé de Serra e Ai!.


domingo, 6 de julho de 2014

CARMINHO - UMA DAS MAIORES REVELAÇÕES DA MÚSICA PORTUGUESA FAZ SHOW NO FIG

A cantora se apresenta na 24ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns na quinta-feira 17, no Palco Mestre Dominguinhos, às 22 horas.




2014 tem sido o ano da consagração de Carminho no Brasil, com concertos esgotados um pouco por todo o país. Mas tem sido também o ano de uma digressão internacional que tem permitido levar a sua voz a países como Israel, Letónia, Alemanha, Luxemburgo, Turquia, Angola, Espanha, Bélgica, Reino Unido, França, entres outros.


Ela chegou onde muitas cantoras brasileiras sonham chegar. Carminho, ou Maria do Carmo de Carvalho Rebelo de Andrade, uma fadista portuguesa de 29 anos, conquistou a nata musical do Brasil. De Chico Buarque ganhou, além de elogios, a oportunidade de gravar um dueto da clássica Carolina. De Milton Nascimento, arrebatou uma amizade e o convite para celebrar seus cinquenta anos de carreira. E levou Caetano Veloso às lágrimas, na entrega do último Prêmio de Música Brasileira.


Considera uma Diva do Fado por sua forma esguia e sempre elegante no palco e sua voz dramática, Caminho é muitas vezes apontada como uma cantora que tem resgatado a força do Fado fora e dentro de Portugal. 


No show que fará  no FIG a  fadista deve apresentar o seu segundo disco, Alma (sempre ela), onde canta canções que já foram gravadas com Milton Nascimento e Chico Buarque, seus ídolos. – Gravar com eles era o meu maior sonho musical – disse em uma entrevista para a televisão portuguesa. 

Matéria sugerida por  Elias Mouret.

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Terceira e Quarta edições do Festival de Inverno de Garanhuns

As edições de 1993 e 1994 foram marcantes na historia do Festival de Inverno de Garanhuns, que alcançou dimensões ainda maiores, com infraestrutura ampliada e um público cada vez maior.

Na quarta edição, o Circo entrou na grade de linguagens artísticas contempladas  no FIG. Com isso o Festival de Inverno de Garanhuns estava definitivamente consolidado e anotado como um dos principais eventos do calendário oficial de Pernambuco. 


Ao longo dos anos, a programação do festival foi marcada por momentos  que ficaram para a história com apresentações  de artistas consagrados da musica nacional e regional. Como  podemos acompanhar no video em anexo a  participação do Grupo Travessia no 3º Festival de Inverno de Garanhuns em julho de 1993. Carlos Terra no vocal e violão, Jailson no Baixo, Noel na bateria e Apolinário na guitarra. Música " Procissão " de Gilberto Gil. 


video

Vídeo postado por Carlos Terra  no YouTube em 27/08/2011.


                             





quarta-feira, 2 de julho de 2014

O SEGUNDO FIG


O segundo Festival de Inverno foi realizado em 1992 e os organizadores decidiram que bastariam 10 dias de festa, fórmula que vem sendo adotada até os dias atuais. O FIG perdeu cinco dias, porém o número de shows aumentou e pessoas de outros centros começaram a ser atraídas pelo evento. A programação daquele ano incluiu nomes como Luiz Melodia, Naná Vasconcelos, Geraldo Azevedo, Quinteto Violado, Reginaldo Rossi, Adilson Ramos, Belchior, Cássia Eller e Leila Pinheiro. Todos estavam no auge e vindo a Garanhuns pela primeira vez.

Por conta do FIG foi criada a Secretaria de Turismo do Município, que passou a coordenar o evento. Foi nomeado para o cargo o ex-comandante do 71 BI, coronel Antônio Mendonça. A abertura do segundo Festival de Inverno foi feita com pompa, no dia 17 de julho, no teatro Luís Souto Dourado, no Centro Cultural. Estavam presentes o prefeito, o governador Joaquim Francisco, além de várias autoridades. "Este festival é um antigo sonho nosso e veio para ficar. Espero que meus sucessores dêem continuidade a essa obra que não é de pedra e cal, mas que imortaliza uma adminsitração, no dizer do jornalista, escritor e advogado Marcílio Reinaux", diria Ivo Amaral, no seu pronunciamento.

Fonte: Matéria publicada no Correio Sete Colinas  em 02 de Julho de 2005.